AUTOCOACHING

1

Processo pelo qual as pessoas aplicam as ferramentas do Coaching em si mesmo. Tudo isso gerando maior autonomia e eficácia para: Resolver problemas, definir e alcançar objetivos, ter bons relacionamentos, superar bloqueios pessoais, lidar com a ansiedade e a insegurança, acelerar a evolução profissional, conquistar tudo aquilo que sonhou.

Isso é possível porque as técnicas do Autocoaching trabalham três aspectos fundamentais para atingir o equilíbrio, a felicidade e o sucesso. Esses aspectos englobam: Formular e estruturar pensamentos e raciocínios positivos, lidar de modo mais produtivo com suas emoções e descobrir, desenvolver e utilizar todo seu potencial.

Importante sempre redimensionar suas falas e pensamentos. Como?

Tipo 1: “Como conquistar meu tão sonhado emprego nessa crise sem fim no Brasil?”.

Tipo 2: “O que devo fazer pra poder alcançar minha tão sonhada vaga, quais pontos precisarei desenvolver pra poder estar dentro dos requisitos de contratação das empresas?”.

Perguntas como a do “Tipo 2” posicionam as pessoas de modo a tomar ações necessárias para conquistar seus objetivos. É necessário refletir, agir e por fim, solucionar situações adversas. Perguntas negativas só consolidam as crenças negativas existentes, e isso não leva ninguém a lugar algum.

Importante praticar:

Autossugestão: Envie conscientemente mensagens positivas a sua mente inconsciente, produzindo novos padrões de pensamentos.

Autoaconselhamento: Cuidado com a mente crítica, ela pode tornar as pessoas inseguras e ansiosas ao invés de confiantes e determinadas. Essa voz crítica deve ser equilibrada, tornando as pessoas afirmativas e incentivadoras.

Autoencorajamento: Importante acessarmos nossos “arquivos” mentas extraindo os “tesouros”: lembranças de vitórias, realizações, enfim, isso ajuda na superação dos obstáculos.

Autocomunicação: Modo como nos comunicamos com nós mesmos. Focar em coisas positivas. Potencializar o estado de espírito.

Autoinspiração: Tirar inspiração de tudo que nos rodeia, leituras, filmes, músicas, conversas, enfim.

Autorregulação: Capacidade de alterar o modo como responde a determinada situação a fim de obter o resultado desejado. Essencial se ter a capacidade de administrar emoções, atitudes e comportamentos, tudo isso fortalecendo o autocontrole e o poder de decisão.

O Autocoaching pode ser feito por qualquer pessoa e não somente por “Coach´s”, desde que: Se tenha conhecimento das técnicas, tenha-se disposição para usá-las, seja persistente.

Os benefícios são muitos e quanto mais se utilizar as ferramentas, maior será o domínio da técnica.

Importante enfatizar que o Autocoaching não substitui sessões realizadas com profissionais, porém são processos complementares.

A técnica:

1 – Identifique seus objetivos

Por que estou fazendo?

O que desejo alcançar?

Qual o meu objetivo central?

2 – Livre-se do Excesso

Ao focar em algo, nosso cérebro traz muitos pensamentos, lembranças, sensações, enfim. Isso ocorre muito no processo de definição de objetivos. Sendo assim pergunte a si mesmo “Qual dos meus objetivos, se for realizado primeiro, irá alavancar a realização dos outros?

3 – Motive-se

Motivação que estimula a ação.

O que ganho ao atingir este objetivo, e o que perco se não atingir?

Crie uma energia positiva.

4 – Crie um plano de ação por prioridades

Quais são os bloqueios que podem dificultar ou barrar as ações necessárias para a conquista de seu objetivo?

Como podem ser superadas?

Descubra sempre novos caminhos:

Quais são os mais viáveis?

Quais deles geram melhor resultado?

Essencial se organizar de uma maneira lógica, estabelecer metas a serem atingidas.

5 – Estipule datas para as ações

Formalize datas para a realização de suas ações. Isso ajudará para que a motivação e o senso de urgência sejam alcançados.

6 – Confirme se o plano é viável

É viável e possível de ser cumprido?

Caso encontre conflitos entre o plano de ação e sua vida cotidiana, revise-o.

7 – Implemente e monitore

Comece a agir imediatamente. Monitore e ajuste o plano caso necessário.

Mantenha-se motivado, focado, supere bloqueios, reajuste parte do seu plano (quando necessário).

Seja o diretor do filme transmitido pelo seu cérebro e não simplesmente um personagem coadjuvante, para isso pense coisas boas, viva coisas boas, pense positivo.

Vinícius Ferreira

Fonte da imagem: Google Imagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s