INTRODUÇÃO AO SEIS SIGMA (COMPILAÇÃO DE 3 ARTIGOS)

1200px-Six_sigma-2.svg

ARTIGO 1

A ideia aqui é explanar um pouco mais sobre o Seis Sigma, uma metodologia fantástica que busca ganhos financeiros expressivos para as Organizações. Vou dividir em alguns artigos essa publicação. Vamos começar!

Qual o seu entendimento quanto ao Seis Sigma?

Surgiu como diferencial competitivo. Nasceu na Motorola por volta de 1987 (Ganho aproximado de US$ 2,2 bi), e teve grande impacto posteriormente na GE (1995 – CEO Jack Welch), deu grandes resultados financeiros, ex.: US$ 1,5 Bi em 1999.

A indústria vem passando por uma série de evoluções com o passar dos anos (1 Produção em Série – Henry Ford, 2 Produção sem defeitos + foco no cliente – Deming, 3 Foco nas pessoas – Juran, 4 produção com foco em custo, 5 Iconoclasta ou reengenharia, 6 foco no produto e 7 foco em processos).

Seis Sigma foca em processos, o que impacta posteriormente no produto final, visto sua devida padronização e interação. Importante que se tenha Qualidade nos processos para ser competitivo e ter lucro.

Definição: Estratégia gerencial disciplinada e altamente quantitativa, caracterizada por uma abordagem sistêmica, que tem como objetivo aumentar drasticamente a lucratividade das empresas, por meio da otimização de produtos e processos, com o consequente incremento da satisfação de clientes e consumidores.

Ao aplicar o Seis Sigma não se tem o famoso “jeitinho brasileiro”, ou seja é padronizado, Seis Sigma é quantitativo (números), Seis Sigma não é politicamente correto.

Diferença do Lean e do Seis Sigma:

– Lean (Deming – Japão) – “As coisas mais importantes não podem ser medidas”. Planejamento a longo prazo. Lado humano da história.

– Seis Sigma (Mikel Harry – EUA) – O TQM (Total Quality Management ou Gestão da Qualidade Total) seria maravilhoso se você tivesse 30 anos para realizar os ganhos. Os acionistas atualmente não estão dispostos a esperar 30 anos.

Resumindo, Lean busca mudança cultural, longo prazo, foco em pessoas, Seis Sigma busca ações rápidas, resultados expressivos, foco em processos.

O que torna o Seis Sigma diferenciado?

É gerido como um projeto, tem foco financeiro e precisão estatística.

Algumas outras definições sobre Seis Sigma:

É uma metodologia de melhoria de processo, projetos com duração de 6 meses (aproximadamente), tem um time multidisciplinar envolvido, 100% baseado em dados, estrutura voltada para execução de projetos e cobrança de resultados.

É uma medida usada para determinar quão bom ou quão ruim está o desempenho de um processo.

Em outras palavras:

Quantos erros nós observamos numa tarefa ou processo”

Seis Sigma é uma filosofia, uma medida, uma estratégia, um objetivo.

A importância do cliente:

Essa metodologia começa e termina no cliente (o que seu cliente deseja, o que ele espera, quais são os requisitos reais desejados para compor o produto ou serviço solicitado).

Valores do Seis Sigma:

Agir baseado em fatos e dados, ter foco no cliente (encantar o cliente eliminando os desvios), tendenciar a zero as variabilidades (inimigo mortal do Seis Sigma).

INFORMAÇÕES EXTRAÍDAS DA APOSTILA DE GREEN BELT – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (UNICAMP)

ARTIGO 2

Dando sequência ao assunto Seis Sigma, vamos falar sobre os Custos da Qualidade, que serão divididos em: Facilmente identificados e Difíceis de medir.

Custos tradicionais da qualidade (Facilmente identificados):

  • Rejeições;

  • Retrabalho;

  • Inspeção;

  • Sucata.

Custos Ocultos da Qualidade (Difíceis de medir):

  • Vendas perdidas;

  • Tempos de ciclo longos;

  • Perda da produtividade;

  • Satisfação do cliente;

  • Sobre tempo;

  • Entrega com atraso.

Analisando os itens citados acima, se tem uma base de onde pode-se atuar com a implementação do Seis Sigma.

Porque se chama Seis Sigma?

Desvio Quadrático Médio (Desvio Padrão). Avalia a distribuição do processo ou procedimento ao redor de uma média. *Quanto desviado está em relação ao centro.

Seis Sigma e os Números:

6α

3,4 defeitos por 1.000.000 (Pior dos Casos)

6α

2 defeitos por 1.000.000.000 (Melhor dos casos)

Importante enfatizar que nem todo projeto precisa necessariamente atender ao padrão 6α, este seria um ideal.

Quem é o Cliente de um Projeto Seis Sigma?

Cliente é o receptor direto ou indireto de um produto ou serviço. Todos os processos têm clientes internos e externos ao negócio. O cliente é quem vai determinar se um produto ou processo está operando em níveis aceitáveis.

Os clientes podem ser internos ou externos à organização. Basicamente, qualquer pessoa que receba o output (saída) de seu processo (produto ou serviço) é um cliente.

Metas do Seis Sigma:

  • Eliminar defeitos;

  • Estar sempre atento às necessidades dos clientes;

  • Reduzir variabilidades;

  • Melhorar Rendimento.

De acordo com Deming: “85% das razões de fracasso em atingir as expectativas dos clientes estão mais relacionadas às deficiências no sistema e no processo, do que nos funcionários. O papel da gerência é mudar o processo antes mesmo de exigir que cada um faça melhor.”

Nível de Sigma das empresas. Por que a maioria das empresas estão ao redor de 3 Sigma?

  • Arrogância pelo sucesso passado (“Sempre foi assim”);

  • Dependência de inspeções e retrabalhos;

  • Baseado em tentativa e erro (também chamado de análise de um fator por vez – OFAT);

  • Recompensas para comportamento de “apagar incêndios” (você tem um horário pra fazer suas atividades);

  • Pouco foco em medidas de qualidade.

O que é necessário para mudar tudo isso?

  • Convicção na oportunidade;

  • Acreditar na metodologia;

  • Abertura para questionar o “status quo”;

  • Novas habilidades, ferramentas e informações;

  • Novo comportamento gerencial.

Pra um projeto ser completo deve-se:

  • Estar dentro dos objetivos definidos no charter do projeto;

  • Fazer a transição do projeto para o Dono do Processo (Continuidade);

  • Documentar o projeto;

  • Ter a aprovação do instrutor sobre a forma como cada fase foi conduzida.

O Seis Sigma fracassará se não houver uma forte liderança do “número um” da organização.

São características de um projeto Seis Sigma:

  • Forte contribuição para o alcance das metas estratégicas da empresa;

  • Grande Colaboração para o aumento da satisfação dos clientes / consumidores;

  • Chance elevada de conclusão dentro do prazo estabelecido;

  • Grande impacto para a melhoria de desempenho da organização (qualidade, $);

  • Qualificação precisa, por meio do emprego de métricas apropriadas, dos resultados que devem ser alcançados no projeto;

  • Forte apoio por parte da alta administração da empresa e dos demais envolvidos.

INFORMAÇÕES EXTRAÍDAS DA APOSTILA DE GREEN BELT – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (UNICAMP)

ARTIGO 3

Visto a explanação sobre o Seis Sigma nos últimos dois artigos, vamos finalizar falando sobre a metodologia utilizada para implementação do projeto, o DMAIC.

DMAIC consiste em:

– Definir;

– Medir;

– Analisar;

– Melhorar;

– Controlar.

Fase Definir:

Definição do projeto, o que será feito, onde se define o Charter do projeto, contendo: escopo, meta, objetivos, justificativa, valores mensurados, equipe do projeto, limites do projeto (onde atuará? e onde não atuará). Outras importantes definições nessa etapa são:

– Quem é o cliente e o que é crítico pra ele?

– Qual defeito será reduzido e em quanto será reduzido (Y do projeto)?

– Qual o custo dos defeitos?

– Quais os benefícios serão obtidos com a implementação do projeto?

Fase Medir:

Fase onde se determina as medições a serem feitas, importante que se tenha o desenho do processo, mapeamento dos processos ou até mesmo um SIPOC. Algumas questões importantes:

Como é o desempenho atual do processo? Quantos defeitos?

Dados coletados podem ser subdivididos em Contínuos ou Discretos:

– Contínuo: Unidade pode ser subdividida em partes cada vez menores;

– Discreto: Contagem (ex.: número de filhos), escala de pesquisa (de 1 a 4), duas categorias (bom ou ruim).

Os dados devem conter unidade de medida: H, %, cm, m, enfim.

Importante que na definição das medições a serem feitas, os dados sejam validados, garantindo sua credibilidade.

Outros pontos importantes dessa fase:

– Qual é o “Y” do projeto (produto, saída)?

– Como esse “Y” está relacionado ao “Grande Y do projeto” (o que está se tentando melhorar), qual a sua participação com relação à falha?

– Quais são os limites de especificação e o alvo?

Importante que a medição tenha Exatidão, Precisão e Resolução.

Fase Analisar:

Fase onde a equipe do projeto obtém-se das medições, dos dados coletados, analisando-os (software Minitab). Essas análises podem ser gráficas (Pareto, Histograma, Capabilidade, enfim) ou estatísticas (Anova, Regressão, Chi-Square, enfim) por meio de informações geradas pelo software.

Outros pontos importantes dessa fase:

– Quais são as origens do “Y”?

– Possíveis consertos rápidos nos processos;

– Quais são os “Xs” (entradas) principais?

– De que forma, qual o teste estratégico que relacionará as entradas ao Y central do projeto (ex.: Plano DOE – através da estatística prevê a correlação de uma entrada com uma saída);

– O projeto deverá ter continuidade.

Fase Melhorar

Fase onde se determina quais são as soluções que refletirão positivamente no desempenho do processo, como “consertar” as causas raiz dos defeitos.

Outros pontos importantes dessa fase:

– Implementar soluções para melhoria do processo;

– Geração e validação de melhorias que impactam nas saídas;

– Qual é o melhor fluxo do processo?

– Coletar dados pós melhorias a fim de verificar se os resultados foram positivos.

Fase Controlar

É a fase de transição do projeto gerido pela equipe para o responsável da área (gestor ou líder do departamento, gerente funcional, enfim).

Outros pontos importantes dessa fase:

– Como os ganhos serão mantidos?

– Qual será o plano de controle?

– Qual a nova capacidade do processo?

– Quais são os resultados financeiros finais?

Fica a observação final de que um projeto bem implementado, seguindo as diretrizes de cada etapa, NÃO TEM COMO DAR ERRADO, porém para isso é necessário uma equipe comprometida e competente e uma alta administração que de credibilidade ao projeto.

Vinícius Ferreira

Fonte da imagem: Google Imagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s